Organização do revezamento da tocha olímpica é discutida por força tarefa
25/01/2016
Rondoniagora

A organização do revezamento da “Tocha Olímpica Rio 2016”, começou a ser discutido pela Prefeitura de Porto Velho em uma reunião realizada nesta segunda-feira, 25. A tocha que percorrerá mais de 300 cidades brasileiras estará na capital rondoniense no dia 22 de julho. A força tarefa responsável pela organização do evento é formada pelas secretarias de Esporte e Lazer (Semes), Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semdestur), Transportes e Trânsito (Semtran), Fundação Cultural de Porto Velho (Funcultural), Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e Polícia Militar.

O revezamento começa 100 dias antes da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos em Olímpia, na Grécia. De lá, a chama olímpica viaja até o Brasil, onde começa a trilhar o seu caminho rumo ao Rio de Janeiro, sua parada final. A essência do revezamento é passar a chama Olímpica de um condutor da tocha para outro, envolvendo todo o país no clima dos Jogos. O processo de seleção dos condutores está encerrado e em Porto velho, além de pessoas comuns, também estarão no revezamento pessoas que se destacaram nos esportes e em outras áreas também. “Estamos preparando uma programação à altura do acontecimento. Por isso estamos discutindo nessa reunião a questão da segurança que terá que ser garantida, o melhor trajeto para evitar problemas. E já tá definido que a tocha olímpica percorrer as principais vias e locais turísticos da cidade”, explicou o secretário Rafael Claros, da Semes.

A chama olímpica está prevista chegar por volta das 10h, do dia 26, no Aeroporto Jorge Teixeira. No local ela será recebida pelo prefeito Mauro Nazif. A primeira parada da tocha em terras portovelhenses será na comunidade de São Sebastião, localizada na margem direita do Rio Madeira. O símbolo olímpico será conduzida em uma embarcação, mas irá apagada. A tocha só será acesa na Praça das Três Caixas D'água, por volta das 13h, de onde será iniciado o percurso de cerca de 40 quilômetros. O ponto final será no complexo turístico da estrada de ferro Madeira-Mamoré, onde deverá chegar por volta das 19h.

Durante o trajeto em alguns pontos haverá apresentação de shows artísticos. Em dois locais — no início e no final do percurso — haverá dois grandes shows. Os artistas que vão se apresentar ainda estão sendo definidos pela Funcultural, responsável pela programação artística.