Condenados funcionários públicos que usavam cartões de créditos de vítimas: Esquema no Detran e Correios
04/08/2014
acriticaderondonia.blogspot.com.br
Um esquema grandioso envolvendo funcionários públicos de Rondônia iniciado há cinco anos finalmente teve um desfecho na área judicial. Trata-se de uma quadrilha de estelionatários formada por servidores dos Correios, do DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito) de Rondônia, de uma policial civil e muitos outros envolvidos.
 
Quarenta e uma pessoas foram citadas pelo Ministério Público. São elas:
 
Edvaldo Galdino da Silva Filho, Agnaldo Antônio de Oliveira, Mesaque Rocha Lima, Marcelo Torquato da Silva, Gleciane Silva de Moura, Nilson Ataíde Paixão dos Santos, Rogério Correa de Leles, Nailson Ferreira da Silva, Vezeneibe de Souza Geraldo, Demisson Duarte Ferreira, Raphael Tomaz Aquino Felismino, Caio Sean Conceição Mota, Caio César Souza de Freitas, Jorgiano Melo da Silva, Alessandra Sales do Nascimento, Anderson Luiz Pinheiro Chaves, Anderson Ferreira do Nascimento, Dinorá Rosa Lima, Fábio Lopes de Feria, Flaviano França de Moraes, Gilian Lima de Souza, Jonatas Soares de Oliveira, Luanna Barbosa Pereira, Luciana Lobato da Silva, Lucidalva Maria da Cunha, Maria Helena Cardoso dos Santos, Márcio Alessandro Dias de Oliveira, Richardes Alessandro Marques Cunha, Willian Douglas Soares, Alessandra Ribeiro de Araújo, Luiza Carlos Prego, Américo Bentes das Neves, Amanda Barbosa Pereira, Jackson Moraes da Mata, Elenilson Anjo Parente, Francelize Kurz, Antônio Almeida Pacheco, Reinaldo da Paz Martins, Ivani Maria de Jesus, Shailon Enderson Ferreira e Giovani Boeri.
Em sentença proferida no último dia 31 de julho, quinta-feira, o juiz de Direito Carlos Augusto Teles de Negreiros, da 3ª Vara Criminal de Porto Velho, condenou vinte e três delas, fixando a pena da maioria em mais de seis anos de reclusão. Os reincidentes começarão a cumprir pena no regime fechado. Os demais, em semiaberto.
 
Segundo o Ministério Público, as funções principais desempenhadas pelos integrantes da quadrilha estavam assim divididas:
 
a) Rogério, Richardes e Mesaque, funcionários dos Correios, desviavam correspondências contendo cartões de crédito das vítimas, posteriormente fornecidas a outros integrantes da quadrilha;
 
b) Dinorá, Luciana, Lucidalva e Alessandra, funcionárias do DETRAN, consultavam os dados das vítimas pelo sistema INFOSEG e os repassavam a outros integrantes da quadrilha;
 
c) Edvaldo, Agnaldo e Marcelo, frentistas de um posto de combustível, utilizavam os cartões de crédito das vítimas nos estabelecimentos em que trabalhavam e retiravam o dinheiro referente a transação, dos caixas dos estabelecimentos;
 
d) Anderson e Flaviano, conseguiam dados das vítimas pelo sistema INFOSEG através de terceiras pessoas, além de efetuavam compras em estabelecimentos comerciais com os cartões de crédito das vítima;
 
e) Maria Helena, policial civil, também obtinha os dados das vítima através do sistema INFOSEG;
 
f) Luanna e Willian, coletavam os dados pessoais das vítimas e depois desbloqueavam os cartões de crédito e os repassavam a outros integrantes da quadrilha que os utilizavam para fazer compras no comércio;
 
g) Nilson também efetuada o desbloqueio dos cartões das vítima e os utilizava para fazer compras;
 
h) Jorgiano e Márcio falsificavam os documentos pessoais das vítimas;
 
i) Shailon, também possuía senha do sistema INFOSEG e o utilizava para conseguir os dados pessoais das vítimas;
 
j) Gleiciane, Nailson, Vezeneibe, Dêmisson, Raphael, Caio Sean, Caio Cézar, Alessandra, Anderson,Fábio, Gilian, Jonatas, Luiz Carlos, Américo, Amanda, Jackson, Elenilson, Francelize, Antônio, Reinaldo, Ivani e Giovani, prestavam suporte à quadrilha na realização dos golpes, sendo que alguns intermediavam a venda dos produtos adquiridos fraudulentamente.
 
Absolvidos
 
Alessandra Ribeiro, Luiz Carlos Prego, Amanda Barbosa, Antônio Almeida Pacheco, Dêmisson Duarte, Dinorá Rosa Lima, Elenilson Anjo Parente, Francelize Kurz, Gilian Lima de Souza, Ivani Maria de Jesus, Jackson Moraes da Mata, Jorgiano Melo da Silva, Luciana Lobato da Silva, Lucidalva Maria da Cunha, Márcio Alessandro Dias de Oliveira, Richardes Alessandro Marques e Shailon Enderson Ferreira foram absolvidos pelo magistrado.
 
Geovani Boeri
 
Com relação ao acusado Geovani Boeri, considerando a notícia do seu falecimento, foi decretada a extinção da sua punibilidade. Autoria: http://rondoniadinamica.com