​Candidatos ainda não deram a largada e as campanhas eleitorais estão tímidas e murchas, em razão dos altos custos
27/07/2014
Rondonoticias

Desde o último dia 06/07, que a propaganda eleitoral está autorizada aos candidatos que vão disputar o pleito de outubro próximo. Mas, até o momento, a campanha nas ruas é tímida, para não dizer insignificante.

Quase nenhum carro adesivado, pouca movimentação e montagem lenta dos comitês de campanha e de marketing.

A explicação para tamanho “atraso” seria a grana escassa – todos sabem que eleição custa cada dia mais caro -, o que faz com que se guarde o recurso para ser utilizado mais perto das eleições.

Por outro lado, a maioria das coligações tem problemas com a justiça eleitoral, que precisam ser sanados antes de colocar o bloco na rua, com todo o vigor.

E para muitos analistas, ainda tem o temor de ir com muita sede ao pote e descumprir alguma norma da dura legislação eleitoral.

Para tanto, as coligações tratam de afinar os discursos e de conhecer bem as regras do jogo, pois qualquer deslize pode significar problemas sérios.

Enquanto isso, o mês de julho avança e as campanhas ainda não decolaram com a força que se espera.

Já o eleitor, a cada dia mais escaldado, vai observando a tudo com um crescente sentimento de desconfiança. De um modo geral, o brasileiro está arisco com a política e os políticos.