Posição e ritmo certos ajudam o bebê na hora da amamentação
06/08/2013
UOL

 

A amamentação é um período muito importante para a saúde do bebê e também para as mamães. De acordo com Ana Paula Bautzer, fonoaudióloga da Clínica de Especialidades Integrada, “uma alimentação correta irá diminuir as chances de a criança desenvolver, futuramente, problemas como diabetes, hipertensão e doenças vasculares”. Por isso, é preciso que esse momento seja feito de forma correta, com duração de no mínimo seis meses e respeitando as necessidades da criança.

Há bebês que têm dificuldades em sugar o leite diretamente do seio materno, seja por estarem cansados ou mesmo por não terem força. Ana Paula diz que é importante estimular a amamentação direta do seio, pois “é nesse momento que o recém-nascido ganha imunidade e precisa dos anticorpos e proteínas contidos no colostro, substância amarelada ou esbranquiçada que sai dos seios nos primeiros dias após o parto”.

Para que as mamães ajudem seus filhos a se alimentarem sugando o leite de forma correta, a fonoaudióloga Ana Paula reúne algumas dicas e pontos importantes:

Posição correta no bico do seio
“No começo – como o bebê pode estar sem fome e algumas mães entram em desespero forçando o recém-nascido a comer – na afobação elas acabam colocando o bico do seio de qualquer jeito na boca da criança. Além de a criança não conseguir sugar o leite, a mãe pode acabar machucando o próprio bico. Por isso, o correto é fazer com que seu filho acomode a boca até o máximo de aréola que conseguir abocanhar”.

Acomodação do bebê
“A posição para acomodar o bebê é um fator importante na hora da amamentação. Deixe a barriga dele encostar na sua com a cabeça mais alta que o bumbum. Assim ele ficará em uma posição confortável para mamar e pode até evitar otites”.

No ritmo certo
“Fazer o bebê ficar o dia inteiro no peito não vai ajudar a alimentá-lo corretamente. Dessa forma, ele pode ficar exausto e não apresentar fome nos horários das mamadas. Cada bebê possui um intervalo fisiológico individual, que varia de duas a quatro horas. Respeitar o ritmo do bebê ajudará a ter mais rotina nesse momento e mais tempo para você”.

Dificuldades para respirar
“A obstrução nasal é uma das principais causadoras para o desconforto na hora de mamar. O recém-nascido, quando fica com o nariz entupido, tem dificuldades para respirar e acaba largando o seio antes mesmo de estar satisfeito. Por isso, antes das mamadas é importante se certificar de que o bebê está respirando bem. Consulte o seu pediatra ou otorrinolaringologista sobre a melhor maneira de limpar as narinas no caso de uma obstrução nasal”.