Dolce e Gabbana condenados a prisão por evasão fiscal
19/06/2013
dinheirodigital

Os estilistas Dolce e Gabbana foram condenados nesta quarta-feira por um tribunal italiano a um ano e 8 meses de prisão, uma sentença que resulta de um processo de evasão fiscal.

 

 

O processo, com base numa investigação que remonta a 2008, refere-se a factos relacionados com uma operação de alienação e transferência da marca Dolce & Gabbana para uma holding com sede no Luxemburgo, alegadamente designada Gado, contornando assim o dever de declarar rendimentos (de royalties) estimados em 1 000 milhões de euros.

De acordo com sentença ditada pela juíza Antonella Brambilla, os costureiros Domenico Dolce e Stefano Gabbana deverão ainda pagar uma multa estimada em 500 mil euros à agência tributária.